A busca pelo emprego ideal prevalece em todas as gerações. Mas parece que as áreas mais criativas não são associadas ao mercado de trabalho, negócios e empreendedorismo da mesma forma que outros segmentos como administração, economia e engenharia com tanta seriedade e nem tem muito espaço nos holofotes na hora da contratação. No entanto, a demanda por cada vez mais pessoas criativas e que gostem de trabalhar livremente ou em diferentes softwares está aumentando, e existem sim muitas oportunidades, e deve haver reconhecimento.

Nessa matéria traremos algumas opções para você buscar vagas que podem ser interessantes – principalmente para quem curte Motion Design, UI, UX, animação, arquitetura, 3D, redação, arte, Social Media, vídeo, fotografia e similares. Boa sorte! 

#01: Behance Carreiras

Behance é um dos braços da empresa Adobe, que é responsável pelos softwares mais conhecidos dos artistas como Photoshop, Illustrator, Premiere e InDesign. O site sempre foi visto como uma forma de ter um portfólio dentro de uma rede muito útil para buscar referências, conhecer outros artistas e até vender seus mockups, fontes e templates para outros usuários. Sendo assim, a rede que já é voltada para pessoas criativas tem muitos anúncios de emprego relacionados. Acesse o link Behance carreiras clicando aqui!

behance carreiras emprego

#02: Domestika Empregos

Como nos já mostramos aqui nesse tutorial sobre padronagens para estampas, a Domestika é uma plataforma de ensino que conta com cursos de Ilustração, Fotografia, Desenho, Design gráfico, Artes plásticas, Artesanato, Animação, 3D, e muito mais – com cursos voltados também à softwares específicos (como os mencionados anteriormente da Adobe). A partir disso, a plataforma conecta muitas empresas e pessoas da América Latina e também da Espanha, na Europa. Isso possibilitou a empresa até criar uma página específica para a divulgação de vagas. E muitas, inclusive são na própria Domestika pelo mundo. Acesse o link dos empregos anunciados na Domestika clicando aqui!

domestika empregos

#03: Vagas na Upwork

Home office ou trabalhar viajando o mundo é um desejo de cada vez mais pessoas, e redes de freelance são uma ótima opção para continuar trabalhando de qualquer lugar do mundo. Alguns sites para procurar esses trampos, no entanto, são bastante conhecidos como getninjas e 99jobs, mas nossa indicação vai para a Upwork. Os pagamentos são todos em dólares (uma vantagem para nós brasileiros que recebemos em reais) e você pode personalizar seu feed de acordo com suas áreas de interesse. Além disso, os anunciantes aparecem com o valor de quanto já gastaram pela plataforma, se tem pagamento verificado, quantidade de propostas enviadas e localização. Isso dá mais segurança para as pessoas criativas em busca de oportunidades sem o compromisso de uma rotina das 8-18h. Acesse as vagas na Upwork aqui! 

 

freelance upwork

#05: Empregos no LinkedIn

Sim! A rede social voltada 100% para o âmbito profissional merece sua atenção. Enquanto algumas pessoas passam a maior parte do tempo em redes como o instagram, o LinkedIn é usado para fazer networking e se aproximar de empresas que você admira, podendo resultar em boas oportunidades. Você pode colocar alertas de vagas para empresas específicas, receber atualizações a partir dos filtros que selecionou nas suas pesquisas, ou quem sabe, receber propostas pelas suas mensagens (sim, muitas pessoas de RH estão na rede e esse é o papel delas). Bora dar um up no seu perfil? Acesse o LinkedIn! 

 

 

Um aviso que vale para todas as vagas que você encontrar é: sempre confirme se a empresa é verídica; não dê mais informações que o necessário como nome, telefone e e-mail, locais que já trabalhou e/estudou. Infelizmente existem muitos golpes de falsas oportunidades (principalmente para trabalhar no exterior com um bom salário) e que apenas te causarão decepção.

#05: Creators

A Creators é uma rede segura de talentos criativos, que facilita qualquer pessoa expressar todo seu potencial em experiências de trabalho. A empresa promove o match perfeito entre profissionais e projetos de comunicação ou tecnologia em até 24 horas – com garantia de satisfação e mediação do início ao fim de cada contrato. E sim, funciona, é real e oficial! A rede Creators conta com a curadoria de profissionais reconhecidos no mercado e faz parte da Google for Startups. Acesse a Creators!

#Bônus: Dicas para valorizar o seu perfil

Agora que você viu alguns sites que recomendamos, vamos as dicas. Entenda que valorizar é diferente de enganar ou maquiar seus talentos, hein? Valorizar significa realçar os seus pontos fortes para quando alguém visitar o seu perfil no LinkedIn por exemplo, vejam o porquê deveriam te contratar para o emprego. Você tem limitações e defeitos, assim como todo mundo, e se houver algum embate seja sincero sobre na contratação e disponha-se a aprimorar o que falta. Então vamos lá!

  1. Tenha uma boa foto de capa: essa é a sua primeira impressão e se ela contar um pouco sobre o que as pessoas podem esperar de você (como criatividade, tecnologia, edição de vídeos – melhor! Use imagens de alta qualidade ou selecione/encomende uma arte, por exemplo);
  2. Uma foto de perfil nítida e limpa: você deve manter sua personalidade e se expressar como deseja, mas sugerimos que você sempre opte por fotos que mostrem bem seu rosto e que evite fundos excessivos, símbolos ou outros elementos que possam gerar poluição visual;
  3. Preencha seu histórico: coloque os lugares que você já trabalhou, descreva o que fazia, deixe links ou imagens se for o caso e inclua também no seu perfil seus idiomas, cursos realizados, trabalhos voluntários e similares. Quanto mais completo seu perfil, mais chances da empresa ideal te achar ideal também. *Apenas cuidado para não colocar informações muito pessoais como nomes de pessoas que trabalharam com você.
  4. Solicite recomendações: podem ser de professores, ex-chefes, colegas de trabalho ou colegas de universidade que você tenha feito projetos ou se envolvido em grupos acadêmicos. Familiares e amigos muito próximos? Não, porque isso não é bem visto com bons olhos pelos recrutadores;
  5. Esteja na ativa: uma forma de gerar interesse em você é contar sobre o que você se interessa, para atrair pessoas que desejam mais disso em você. Portanto, a sugestão é que você crie conteúdo ou compartilhe o que achar interessante, sem extrapolar na dose. Pequenas quantidades mas com boa qualidade, são a melhor escolha;
  6. Faça contatos: Adicione as pessoas que você conhece e busque por mais pessoas que possam compartilhar/postar conteúdos ou assuntos que você também goste. Aos poucos, você poderá ter uma rede de “desconhecidos” mas que podem te inspirar ou indicar vagas. Por exemplo se você trabalha com arquitetura, é interessante ter algumas pessoas de engenharia na sua rede. Se você trabalha com design gráfico, pode querer ter aquelas pessoas que fazem ilustrações ou edição de vídeo e que podem complementar seu trabalho se surgir uma oportunidade ou quem sabe: te contratar!

E aí, como anda sua busca por emprego? Acompanhe a @ftcmag nas redes sociais ou use a #ftcmag para compartilhar seu conteúdo conosco!

Tereza Ribeiro é estudante de Arquitetura e Urbanismo com muito prazer e está sempre procurando aprender mais sobre um pouco de tudo, principalmente sobre cenografia, criatividade, inovação, filosofia, negócios e novas formas de viver. Regida sob novos desafios e convivência constante com a arte.

Tereza Ribeiro – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários