Livro Flicts marcou gerações, encantou tanto adultos como crianças e segue atemporal 

Ziraldo é um dos escritores brasileiros mais aclamados e que fez parte da infância de muitas gerações com o seu Menino Maluquinho. Em 2019, o autor completa 87 anos de vida e um de seus livros mais marcantes será relançado após 50 anos de estreia. Trata-se da obra Flicts, considerada um marco da literatura infanto-juvenil, mas que também conquistou adultos.

Considerado inovador e a frente de seu tempo, o livro Flicts foi capaz de falar sobre tolerância às crianças e ao mesmo tempo ser visto pelos adultos com outra mensagem, uma vez que foi lançado no período da ditadura militar no Brasil. Ao transformar as cores em personagens, Ziraldo foi capaz de trabalhar temas diversos, a depender do ponto de vista de seu leitor.

Flicts também é uma referência para designers, artistas plásticos e ilustradores. Quando criou o livro, Ziraldo o concebeu em apenas dois dias, a partir de uma demanda do editor Fernando de Castro Ferro. Com papel colorido, cola e estilete na mão, o autor criou as ilustrações do livro por meio de colagens, no melhor estilo D.I.Y (Do it yourself ou faça você mesmo).

No mesmo ano do lançamento da obra, o mundo acompanhou a primeira vez em que o homem pisou na Lua, em outro feito memorável da época. No livro, a cor Flicts descobre seu lugar na Lua e foi isso que Neil Armstrong reforçou quando a história chegou em suas mãos. A Lua é Flicts, escreveu ele em um autografo no livro. 

“Acredito que Flicts seja o melhor retrato de Ziraldo. Um exemplo concreto da subjetividade objetiva que é a marca de sua genialidade”, diz o escritor e designer Guto Lins, responsável pela nova edição, junto com Adriana Lins, designer e sobrinha de Ziraldo. O livro traz também comentários de grandes autores brasileiros e colegas de Ziraldo, como Millôr Fernandes e Rachel de Queiroz.

EDIÇÃO COMEMORATIVA DE 50 ANOS

Para a edição comemorativa, serão mantidas as 80 páginas do livro original, como pensado por Ziraldo. Isso inclui páginas duplas, que serão transformadas em simples a partir da segunda edição, para ser adotado em escolas e páginas brancas, os respiros e silêncios do livro, pensados por seu criador. Há ainda a crônica que Carlos Drummond de Andrade escreveu à época do lançamento de Flicts. 

Com certeza é uma edição de festa! Quem ganha somos nós! Seguimos admirando Ziraldo e a literatura brasileira. 

Via. 

Mariana é jornalista e comunicadora. Adora descobrir novos lugares, explorar a cidade a pé e andar sem pressa. Se interessa por viagem, cultura e tudo o que é novidade.

Mariana – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários