Cerca de 60% do seu cérebro é feito de gordura e, por isso, o consumo de ômega 3, principalmente do tipo DHA, não pode faltar na sua dieta

Com as mudanças também impulsionadas pelo Covid-19, as pessoas desenvolveram novas prioridades e uma delas foi manter o corpo e a mente com a saúde em dia. Segundo a WGSN, empresa de tendências, parte dos consumidores buscam cada vez mais produtos multifuncionais e marcas que sejam transparentes com seu propósito ou com a comunidade – qualidade, eficácia e sustentabilidade são palavras de ordem.

Sendo assim, a boa alimentação tem papel fundamental na manutenção de corpo e mente saudáveis – por exemplo: você sabia que cerca de 60% do seu cérebro é feito de gordura, e parte dela é composta por um ácido graxo essencial do tipo ômega-3? Mesmo sendo tão importante para manter o nosso organismo em perfeito funcionamento, não temos a capacidade de produzir ômega-3 e, por esse motivo, necessitamos ingerir-lo através da alimentação ou suplementação.

O ômega-3, é um dos o maiores responsáveis pela nossa saúde mental. Estudos têm mostrado que uma dieta que contêm quantidades generosas do nutriente tem grande potencial para melhorar o desempenho cognitivo, o funcionamento do cérebro e a eficiência dos receptores de serotonina, dando um “up” no bom humor. Além disso, a substância ajuda a gravar informações, recuperar a memória e diminuir a demência. Também contribui com a redução do nível do colesterol e, o risco de desenvolver a doença de Alzheimer. Esqueceu o que você estava procurando? Está difícil lembrar nomes? Se a criatividade está em baixa e o cansaço te pegou, saiba que pode ser culpa da sua alimentação e a falta do ômega-3 na sua suplementação.

Mas antes de sair comprando qualquer potinho, saiba que tomar ômega-3 de boa procedência influencia nos resultados que teremos em nosso corpo, principalmente porque existem três dois tipos de ácidos graxos ômega-3 – ácido alfa-linolênico (ALA), ácido eicosapentaenóico (EPA) e e ácido docosahexaenóico (DHA) – que são bem conhecidos por seus benefícios. O  EPA e o DHA parece ter papel importante no cérebro de bebês em desenvolvimento. Na verdade, esse tipo está muito relacionado à proteção cerebral em todas as fases da vida. Vários estudos relatam que a ingestão de DHA por mulheres grávidas fez com que os onde seus filhos tivessem pontuações mais altas em testes de inteligência e função cerebral na 1ª infância.

A marca Ocean Drop, por exemplo, é uma dessas empresas que seguiu acompanhando o movimento desses novos consumidores e lançou o Ômega-3 vegano, extraído de microalgas e, produzido através de um processo biotecnológico avançado. Muitas pessoas pensam que os peixes são as maiores fontes de ômega-3, mas, na verdade, eles só se tornam fontes porque se alimentam dessas microalgas.

O DHA de algas é uma alternativa 100% vegetal, sustentável e livre de contaminantes. Além dessa opção, a Ocean possui diversos suplementos veganos interessantes pensados, sobretudo, na sustentabilidade (para o sono, intestino, nutrição)  e a cada produto vendido, 25 gramas de lixo são retirados dos oceanos

A Universidade de Harvard em um estudo mostrou que as gorduras ômega-3 executam várias funções, especialmente a construção de membranas celulares por todo o corpo e cérebro. “Há evidências de que podem ter efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes também, o que significa que podem promover células cerebrais mais saudáveis ​​e menos deterioração do cérebro”, diz Dr. McGinnis, médico responsável.

Embora o ômega 3 seja normalmente elogiado por seus benefícios para o coração, ele também tem efeitos incríveis no cérebro, na saúde mental, na pele, além de aliviar vários outros problemas de saúde. Dá-lhe ômega-3 para o nosso corpo!

O FTC traz conteúdo informativo e criativo sobre arte, design, cultura, decoração, tecnologia, gastronomia, tatuagens, viagens e muito mais!

FTC – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários