Como criar uma marca diante da pandemia? Antes de mais nada, analise seus principais propósitos

São tempos difíceis. Muitas pessoas perderam os seus empregos ou tiveram seus salários reduzidos por conta da pandemia. Épocas de crises trazem muitas incertezas, mas também oportunidades. No entanto, nada vale se a gente não tem em mente um plano bem elaborado ou consegue transformar o pouco que temos em algo.

Neste momento, sabemos que o volume de vendas teve uma redução drástica para a maior parte dos segmentos que não trabalham com os artigos de primeira necessidade, mas é preciso continuar em frente e ser criativo, ter empatia, ser transparente, se colocar no lugar do consumidor e saber a importância que o design tem neste momento. Já parou para pensar em como você gostaria de comprar/receber aquele produto?

Para não passar perrengue ou para ser o “turning point” da vida, pessoas estão tendo coragem e lançando seus próprios negócios agora, e para isso elas precisam criar um logo, terem bons materiais visuais, um site, fazer parte do suporte de vendas. Algumas caem no erro de achar que não é necessário um nome, embalagem, mas isso faz toda diferença, já que a maioria das entregas e vendas estão todas sendo feitas por e-commerce ou através de aplicativos.

Pensando nisso, estamos aqui cheios de dicas bacanas de como estruturar um pequeno negócio. Bora?

1- IDENTIDADE VISUAL

Os elementos visuais que unem um nome, ideia, produto, empresa ou serviço são chamados de identidade visual. A combinação das cores, tipografias, formatos e até frases, como o slogan, possuem o papel de gravar na mente do público, de forma rápida e objetiva, qual é a sua marca e sua missão. Com isso, conseguimos traduzir ao público uma pequena mensagem que queremos passar ao mercado.

Vamos tomar como exemplo, essa marca fictícia de cosméticos chamada ShuShu. Aqui temos um belo exemplo de como a identidade visual e toda a comunicação casada fazem diferença na apresentação da marca e dos produtos.

Não adianta fazer o melhor bordado, montar o melhor sanduíche ou ter o melhor site da internet. Para que as pessoas possam realmente se lembrar e se conectar emocionalmente com a sua empresa, é preciso criar uma identidade visual adequada.

A primeira coisa feita foi pensar o que a identidade visual passaria ao público, as cores que representa isso bem, formatos, imagens, a fonte utilizada, enfim, toda a linguagem gráfica.

DICA: Fique de olho nas tendências de logo. Com a sobrecarga visual que vivemos diariamente, muitos profissionais partiram por criar um layout mais calmo através do design. Seguindo a tendência dos inúmeros aplicativos de meditação entrando no mercado, há o desejo de elementos visuais mais claros e tranquilizadores.

2 – EMBALAGEM

Chegou a hora do design das embalagens. Lembre-se de seguir o layout sempre de acordo com a sua marca final. Assim, suas embalagens sempre estarão dentro da ideia da sua identidade visual. Mas sabia que depois de ter pronto o seu logo com o criador do Wix, é possível imprimi-lo em diversos materiais como cartões de visita e produtos promocionais como camisetas, canetas, canecas, anúncios, embalagens (claro!) e até outdoor. Seu logo é o que gera atenção para sua marca.

Como vemos no exemplo dos cosméticos ShuShu, o resultado é a logo aplicada em um cenário pensado para ter esta vibing holográfica, moderna, mas ao mesmo tempo minimalista, natural, passando a sensação de um produto que deixa a pele um arraso!

DICA: Você sonhou alto, mas o orçamento neste momento saiu além das expectativas? Muitas vezes é preciso partir para o plano B. A criatividade e a improvisação talvez sejam suas melhores amigas. Você pode utilizar opções mais baratas, e mesmo assim legais, como saquinhos de algodão crú com seu logo carimbado nele, reutilizar capas de livros junto com tecidos e fazer lindos saquinhos de entrega, adesivos, papel kraft, entre outras ideias. No Pinterest, é incrível como achamos inúmeras ideias para transformar seu branding.

3 – FOTOGRAFIAS

Após termos a identidade visual, as embalagens, é hora de tirarmos foto dos produtos. Hoje em dia não é preciso uma super câmera para revelar seu negócio ao mundo. Com um bom smartphone, é possível divulgar a sua pousada aconchegante, a embalagem do seu recém criado óleo essencial ou até aqueles copinhos que você acabou de tirar do forno de cerâmica.

alguns truques para que suas fotos fiquem irresistíveis e aplicativos que podem ajudar na edição. Perspectiva certa, iluminação adequada, ângulo, estabilidade, deixe tudo mais natural possível – (sem muitos filtros), assim você tem a imagem ideal. (Lembre-se sempre de limpar as lentes do seu celular! Sempre – antes de tirar uma foto!)

DICA: Tire as fotos do seu produto/serviço próximo de algum item que vai ajudar as pessoas a relacioná-lo com a vida real. Por exemplo, se você vai tirar fotos de um creme, mostre-o na pele de alguém. Outra coisa é padronizá-las. Na hora de editar e fazer os retoques, deixe preparada as imagens para o site, certificando que todas são do mesmo tamanho e similares em objetos e na paleta de cor. 

4 – SITE

Chegou a hora de unir todo o seu trabalho e mostrar pro mundo todo o caminho percorrido até aqui! Criar um site por conta própria é possível e toda marca deve fazer isso para atrair mais negócios. Mesmo se você não tiver ciência de programação ou design, ter um site está ao seu alcance com muitas plataformas prontas existentes no mercado.

Primeiro de tudo, é preciso definir o seu objetivo com esse site. Depois, escolher onde vai criá-lo, escolher um nome de domínio fácil de lembrar, hospedar e publicar. Sempre respeitando a identidade visual da sua marca, precisaremos ter um layout em mãos ou usar um template pronto em que é possível personalizá-lo facilmente.

DICA: Em um e-commerce, como é o caso do suposto site da ShuShu, não podemos esquecer de deixar o diferencial dos produtos da marca logo de cara na página, colocar os depoimentos de clientes, deixar sempre o contato aberto, mostrar suas políticas de envio e de cancelamento, pois é assim que novos clientes vão confiar na sua loja.

5 – DIVULGUE A NOVIDADE

Mesmo quando tudo estiver funcionando, ainda haverá muito trabalho a fazer! Pois é, a divulgação é fator fundamental para o sucesso do seu novo projeto. Pode haver a mais alta qualidade nas entregas e valores justos, mas se ninguém conhece sua marca, pode acabar não servindo para muita coisa.

A internet é um terreno fértil para divulgar suas ações, ainda mais em tempos de reclusão, mas você precisa saber quais barreiras de acesso quer quebrar e para quais públicos específicos quer expor o seu produto/serviço: são milhares de outros sites, redes sociais, buscadores e reprodutores de conteúdos espalhados em diferentes links e acessados por diferentes perfis de pessoas.

Legenda redes sociais: Chegou ShuShu Cosmetics! Uma marca criada pelo estúdio de design fictício BARBARO para mostrar como uma identidade visual é importante no nascimento de um pequeno negócio. Cores, formas, elementos gráficos, tudo pode interferir e influenciar os seus clientes. #branding #identidadevisual #design #pequenosnegocios #marcas 

DICA: Identifique seus objetivos antes de escolher qual rede social melhor se encaixa com o seu perfil para a divulgação. Procure inspiração no mercado para saber o que a concorrência está fazendo. Crie sua conta comercial na rede social que mais se adequa ao seu público após conhecer sobre o seu nicho. Divulgue sempre um conteúdo cativante. Vale compartilhar fotos dos “bastidores” ou de próximas criações em suas redes sociais. Mantenha a frequência, ou seja: publique com regularidade. Lembre-se de que atrás de toda tela há pessoas, então interaja, seja gentil e responda aos seus seguidores. Por último, monitore seu desempenho para saber o que vale a pena continuar fazer.

Sendo assim, que tal transformar aquele hobby que você faz tão bem naquele tão sonhado pequeno negócio dos sonhos?

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários