A famosa obra já foi traduzida para mais de 300 idiomas e dialetos, e a venda dos livros alcançou 200 milhões de cópias desde a sua publicação em Nova York em 1943. Em 2015, depois de 75 anos de publicação contínua, o livro entrou no domínio público na maioria dos países do mundo. Estamos falando de ‘O Pequeno Príncipe‘, de Antoine de Saint Exupéry. 

Agora, teremos um longa-metragem intitulado “The Color of the Sun” (A Cor do Sol), que será a primeira adaptação para o cinema do clássico. Inspirada pelo local de nascimento da obra, Paola Sinisgalli—idealizadora, roteirista e diretora—buscou sua adaptação para o cinema. The Color of the Sun, que será seu primeiro filme de longa-metragem, é uma reconstituição da estória original tendo a cidade de Nova York como pano de fundo. A selva de concreto serve de cenário para a jornada do Pequeno Príncipe; um caldeirão de culturas e personagems vagando pela imensa metrópole que eles chamam de lar.

Este projeto já atraiu o interesse de vários atores talentosos, incluindo Luis Guzmán (O Conde de Montecristo, Miami Vice, Narcos), Michael Imperioli (Os Sopranos, Goodfellas, Verão de Sam) e Philippe Petit (Man on Wire, The Walk, Mondo ). Guzmán e Imperioli seriam escalados para os papéis de O Rei Latino – um chefe da máfia porto-riquenha arrependido que é a primeira pessoa a receber o príncipe quando ele chega na cidade – e o empresário – um corretor de Wall Street que administra as estrelas no céu. Embora ambos esses personagens sejam facilmente reconhecidos pelo clássico original, o personagem de Philippe Petit foi baseado em uma ilustração inédita encontrada no manuscrito original da obra, hospedada na Pierpont Morgan Library & Museum, em Nova York.

The Color of the Sun está sendo possível graças à paixão do público pela história e a sua campanha em financiamento na plataforma Kickstarter. Todas as informações e notícias relacionadas ao lançamento podem ser encontrada aqui.  Confira o trailer que já está percorrendo o mundo:

Assim com a história que inspirou Saint Exupéry, o filme não é nem para crianças nem para adultos, mas sim para todos. The Color of the Sun traz uma memorável viagem através dos cinco distritos de Nova York. A visão de Paola Sinisgalli promete dar vida nova ao célebre conto, dando-lhe um toque moderno e mantendo-se fiel ao enredo e aos personagens originais. Os temas universais de vida, humanidade e infância são explorados com criatividade, fazendo-nos lembrar que é necessário apreciar as pequenas coisas da vida.

É por isso que Nova York é o cenário perfeito para explorar esses temas. Justapondo a solidão do piloto e a energia da cidade, é possível representar uma visão agridoce da vida adulta e as coisas insignificantes com as quais preenchemos nossos dias. O deserto no livro original não é retratado visualmente, mas sim como o estado emocional internalizado por nosso protagonista; um vazio a ser preenchido e enriquecido quando ele encontra um menino misterioso que mudará sua vida, revelando o verdadeiro significado de tudo isso. Não podemos esperar para ver! 

The color of the sun

Curtiu? Confira a página oficial de The Color of the Sun na web e acompanhe o projeto no Facebook, Instagram, Youtube. Apoie a campanha no Kickstarter aqui.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários