Com sede em Antuérpia, na Bélgica, a marca EcoBirdy surgiu com a proposta de reciclar brinquedos de plástico antigos para criar móveis coloridos direcionados às crianças com o objetivo de gerar consciência para a sustentabilidade desde cedo e introduzi-los à economia circular.

Divulgada na feira de móveis Maison & Objet, sua coleção até o momento inclui uma cadeira leve chamada Charlie, com pernas e arestas arredondadas e uma mesa de acompanhamento chamada Luisa. Um recipiente em forma de pássaro com um bico removível visa aumentar a consciência do pássaro Kiwi, já em extinção; enquanto uma lâmpada em forma de rinoceronte chama a atenção para a situação de risco deste mamífero.

A produção das peças partiu de um estudo aprofundado de dois anos sobre como reciclar de forma sustentável os brinquedos de plástico. “Descobrimos que os brinquedos de plástico usam o plástico mais intensamente do que outros bens de consumo”, disseram os fundadores da ecoBirdy, Joris Vanbriel e Vanessa Yuan.

Os idealizadores da marca vêm de diferentes origens culturais com várias experiências profissionais em diversas áreas da indústria internacional de alta moda e design. Juntos e, co-financiados pelo programa COSME da União Europeia, decidiram criar soluções para problemas ambientais usando tecnologias inovadoras.

“Ao dar ao plástico antigo uma nova vida, nosso objetivo é libertar nosso ecossistema de seu impacto pernicioso. Como usamos tecnologias inovadoras, feitas para o reaproveitamento do plástico, não há necessidade de adicionar quaisquer pigmentos ou resina.”

Para isso, a marca criou um sistema de coleta e reciclagem de brinquedos antigos ou não utilizados em que o trabalho manual desempenha um papel significativo ao lado das máquinas. O design, a reciclagem e a produção dos móveis são todos realizados na Europa usando práticas comerciais justas.

“Devido à classificação, limpeza e moagem precisas durante o processo de reciclagem, o plástico de todos os produtos é absolutamente livre de substâncias químicas nocivas”, disse um comunicado da empresa. “É limpo, puro e 100% seguro”.

O ecoBirdy pretende reciclar 250.000 kg de brinquedos de plástico. De acordo com seu site, 80% dos brinquedos acabam em aterros sanitários, incineradores ou no oceano, enquanto 90% são feitos de plástico e são usados por apenas seis meses em média.

A forma lúdica do “Kiwi” lembra o pássaro, sendo o corpo o espaço de armazenamento. O bico é removível. O objeto foi projetado com a intenção de conscientizar sobre as espécies de aves kiwi ameaçadas de extinção.

Os designers têm como objetivo criar peças que permitam às crianças experimentar a criatividade e, ao mesmo tempo, aumentar a conscientização sobre a sustentabilidade.

A cadeira Charlie é ao mesmo tempo leve e estável, uma combinação que torna simples para as crianças se mexerem e ainda assim não é fácil tombar.

Acompanhe o avanço da marca EcoBirdy em seu site e no Instagram.

Fonte: Dezeen

Marjorie Simões é designer de interiores e artista visual. Curiosa, observadora e pesquisadora, adora aprender coisas distintas para depois conectá-las. Valoriza os trabalhos manuais, a cultura vernacular, a economia criativa e a produção/consumo sustentável. Acredita no poder das cores e tem leves faniquitos quando entra em ambientes beges.

Marjorie Simões – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários