A designer de produto Lyssandra Macedo não esperava que deixaria os anos trabalhados em uma grande indústria de eletrodomésticos como designer de produto, em que era coordenadora de projetos, para colocar a mão na massa e criar delicadas joias autorais.

Apesar da posição na carreira, ela colocou em dúvida sua capacidade criativa e foi buscar uma área em que pudesse testar suas habilidades. Era importante ter autonomia para colocar as criações em prática, e a ourivesaria foi o caminho que encontrou.

Aos poucos, Lys, como é chamada, foi gostando do que criava, e começou a divulgar suas peças. Percebeu que algumas pessoas se identificavam com o seu trabalho. A designer foi substituindo o então trabalho formal, passando a se dedicar mais a joalheria, hoje sua atividade principal. Assim nasce em 2015, a Lys Joalheria Artesanal, sua marca autoral.

Hoje, Lys cria joias personalizadas, alianças, anéis, colares, brincos, pulseiras, marcadores de páginas, alfinetes de gravatas – usando metais nobres e pedras naturais. As peças são desenvolvidas cuidadosamente, procurando valorizar a pureza das formas e suas proporções. Conversamos com a ourives e designer para saber um pouco mais sobre suas inspirações. Confira nossa entrevista:

ENTREVISTA LYS JOALHERIA ARTESANAL

FTC: Há quanto tempo cria as joias autorais e quais materiais mais utiliza?

Joias eu crio há 5 anos, uso prata, ouro e gemas naturais. As vezes me proponho a experimentar materiais diferentes, já usei semente e “cimento” em minhas criações.

FTC: Qual foi sua primeira peça e o que ela hoje representa para você?

Depois de uns 3 meses de curso de ourives, o ateliê em que estudei propôs um concurso de joias com sementes. Tinha produzido peças mais simples, para aprender algumas técnicas, mas nessa tinha um desafio de criação. Produzi um anel que ficou em 3º lugar no concurso. Acho que essa peça me deu segurança para ir em frente.

FTC: Está tocando algum projeto específico atualmente?

Atendendo aos pedidos de alguns clientes, de criar joias novas a partir do material de peças antigas, me encantei pelo processo de transformação e criei uma campanha de renovação de joias. Elas podem ser parcialmente aproveitadas ou totalmente transformadas, de qualquer forma o resultado é sempre uma joia cheia de histórias para contar.

Nem tudo precisa ser novo, apenas recriado. Afinal, somos e seremos história. Há pouco Lys teve a oportunidade de trabalhar no incrível projeto de uma aliança herdada pelos avós do noivo da cliente e outras joias. De algo significativo foi elaborado o novo capitulo.

FTC: Com o que você se inspira?

Viagens, histórias, arte em geral, arquitetura. O repertório da minha vida até aqui.

FTC: Uma frase para este momento da sua vida.

É um desafio e um privilégio trabalhar com o que me faz feliz.

FTC: E agora, o que vem pela frente?

Desenvolvi alguns cursos relacionados a design de joias, percebi que era uma demanda dos alunos de ourivesaria. Estou refinando e pilotanto a versão online do módulo Desenvolvimento de Coleção, que tem o objetivo de estimular a criação de peças autorais. Quero ensinar que criatividade é método, desmistificar a ideia de que é uma habilidade para poucos.

Os marcadores são mais uma criação de Lys. Você diz a ela o que quer ver representado, ela pensa no desenho, você aprova o projeto e a peça é confeccionada em prata! 

Para conhecer um pouco mais as joias autorais de Lys, acesse seu site. Acompanhe suas criações também no Facebook ou Instagram.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários