follow-the-colours-roupas-estampas-bueiro-Raubdruckerin-00

Para muitos, as tampas de bueiros são apenas itens de segurança e higiene, mas para o coletivo de artistas alemães Raubdruckerin, as peças em metal foram completamente ressignificadas para criar estampas, e das mais bonitas.

Com um olhar atento, cores e pano, eles transformam elementos urbanos em uma espécie de serigrafia, que imprime nos produtos o estilo das ruas de cidades européias (o que chamam de ‘pirate printer’). O coletivo já passou por Berlim, cidade-sede do grupo, Lisboa, Paris e Amsterdã.

pirate-printers-008

pirate-printers-001

O processo é simples: rolo e tinta sobre a superfície, bolsa ou camiseta no chão. Já o resultado é bem mais complexo (e lindo). O relevo de tampas de bueiros e grades são fielmente impressos nas peças de maneiras diferentes, formando desenhos intrigantes e totalmente descolados.

follow-the-colours-roupas-estampas-bueiro-Raubdruckerin-02

pirate-printers-004

Ao pressionar uma peça de vestuário no metal revestido com tinta, a superfície transfere aquele padrão gráfico para o objeto desejado. Após as primeiras experiências em 2006, as ruas de todo o mundo viraram estilo. Atualmente, a coleção traz mais de 20 objetos ilustrados.

follow-the-colours-roupas-estampas-bueiro-Raubdruckerin-03

follow-the-colours-roupas-estampas-bueiro-Raubdruckerin-01

pirate-printers-006

“Essas superfícies contam a história de cada lugar. Para capturar a beleza disso, organizamos espetáculos nas rua para sensibilizar as pessoas, para que elas enxerguem as pequenas coisas, que aparentemente não teriam importância em sua vida. Essa é a principal motivação do nosso projeto”  – diz Emma France, autora do Raubdruckerin.

Emma ainda conta: “Raubdruckerin é uma palavra usada pelos alemães para definir algo que foi editado de forma pirateada, um reprint não autorizado de um original.

pirate-printers-003

E não é que assim eles conseguem imprimir o real urban style? As camisetas e bolsas estão a venda no site do coletivo.

Daniela Fagundes é Jornalista que sonha em ser escritora e escritora que brinca de assessora. Encantada por gente, ideias, viagens e conversas de botequim. Mineira de coração, já morou na Espanha e em Portugal, e dedica seus dias a conhecer novos lugares. Viciada em frio na barriga, arte, passagens baratas, Candy Crush e palavras.

Daniela Fagundes – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários