Em 2017, a 2ª edição da Elephant Parade no Brasil chega até São Paulo. A primeira, realizada em Florianópolis em 2015, foi um sucesso. 

ftc-elephant-parade-00

Artistas, designers e todos com espírito criativo foram convidados a se inscrever para participar da Elephant Parade São Paulo e apresentar sua criação em uma das exposições de arte ao ar livre mais legais do mundo!

A Elephant Parade é a uma mostra urbana de estátuas de elefantes decorados espalhadas por cidades do mundo inteiro. Uma mobilização artística com um nobre objetivo: ajudar a preservar esses animais, que estão ameaçados de extinção, e claro, tornar o mundo mais feliz e colorido.

Para participar, não houve limitação quanto ao assunto, estilo, temática, inspirações.

ftc-scott-sporleder-elephant-parade-scott-sporleder-03

A seleção dos artistas foi feita por um comitê independente. Os projetos aprovados serão pintados ao vivo no Shopping Ibirapuera em junho e julho. A mostra em si começa em agosto de 2017, quando as esculturas da Elephant Parade tomarão as ruas de São Paulo. Serão 2 meses de exposição (até set/17), 85 esculturas e 6 milhões de pessoas impactadas.

Que a ideia ajude a espalhar a palavra e a conscientização sobre a importância da vida desse lindo animal!

ftc-scott-sporleder-elephant-parade-02

Sobre a Elephant Parade

A Elephant Parade foi inspirada em uma história real, de uma valente bebê elefanta chamada Mosha, que perdeu uma parte da perna ao pisar em uma mina terrestre na Tailândia. Comovidos e inspirados por esta história, Marc e Mike Spits, pai e filho, fundaram o projeto em 2006. Em 2007, a primeira exposição foi feita em Rotterdam, na Holanda. O Friends of the Asian Elephant Hospital, a “casa” da Mosha na Tailândia, foi a primeira organização a receber as contribuições geradas pelo evento. Mosha foi a primeira bebê elefante do mundo a receber uma prótese para a perna.

Hoje, por meio da arte, as exibições estimulam milhares de sorrisos, fomentam a conscientização e geram fundos para a conservação de elefantes e outras entidades carentes. Além da Mosha, a Elephant Parade atualmente gera recursos para o cuidado de centenas de outros elefantes. A perda de habitat natural, o comércio de marfim e os conflitos entre humanos e elefantes são os maiores problemas que os ameaçam.

ftc-elephant-parade-01

ftc-elephant-parade-prince-luciano-martins-foto

O artista Luciano Martins e seu elefante estilizado; 

ftc-elephant-parade-menina

ftc-elephant-parade-foto-mariana-boro-floripa

ftc-elephant-parade-mariana-boro-mike-spits-giovane-pasa-carolina-barreto

Os criadores da Elephant Parade; 

ftc-elephant-parade-foto-andre-damasco

Imagens: Divulgação.

Carol T. Moré é editora do Follow the Colours. Cores, internet, design, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários