follow-the-colours-casa-claudia-cozinha-lata-ervas-horta

Trazer mais verde para dentro de casa nos dá vida, frescor e alegria, já que a cor quebra o peso de tons mais escuros. Uma planta pode ficar no chão, no balcão da cozinha ou até na mesa do centro da sala.

Mas e quando falamos em mini hortas urbanas? Elas são uma ótima forma de melhorar também os seus hábitos alimentares, já que temperos e ervas fresquinhos bem ao alcance das nossas mãos fazem um bem danado.

E nada de achar que isso é impossível porque você mora numa casa sem jardim ou quintal, ou ainda, num apartamento pequeno. É possível cultivá-la mesmo em espaços reduzidos, como áreas de serviço, varandas, jardineiras, ou até naquele cantinho da cozinha.

Hoje então, trazemos 5 ideias para te inspirar. Vale usar a criatividade com os materiais e ter diversos tipos de hortaliças como manjericão, cebolinha, salsinha, hortelã, erva-doce, alecrim. Além de fazer muito bem o contato com a terra, é uma delícia poder usar os alimentos plantados para dar um temperinho nos nossos pratos. As plantinhas também dão um outro efeito na decoração. Dá só uma:

1) LATAS

O que fazer com as latas que não utilizamos mais? Muita coisa. Solte a criatividade e use diversas para acomodar os temperos ou ainda guardar utensílios de cozinha como colheres e mexedores. Vale encapá-las com tecido, contact, papel colorido ou até usar decotape. Com a ajuda de um martelo e de um prego faça um furo no fundo para que a água escoe.

follow-the-colours-horta-cozinha-temperos-01

follow-the-colours-horta-cozinha-temperos-02

2) CANECAS ou XÍCARAS

As canecas e xícaras também se transformam em ótimos pequenos vasos e dão charme para o balcão da cozinha, por exemplo. Elas podem ser penduradas, decorar uma mesa ou estante na sala de jantar.

follow-the-colours-mini-horta-cozinha-caneca-02

follow-the-colours-mini-horta-cozinha-caneca-01

follow-the-colours-mini-horta-cozinha-caneca-03

3) GARRAFAS PET

Confesso que não é a maneira mais bonita de se ter uma horta em casa, mas existem incríveis projetos usando o material. Com elas, conseguimos fazer instalações, pendurar as plantas para tomar água da chuva, cultivar diversos tipos de ervas de uma só vez.

follow-the-colours-garrafa-pet-mini-horta

follow-the-colours-mini-horta-garrafa-pet-02

follow-the-colours-mini-horta-garrafa-pet-01

4) VASOS

Além do uso comum, os vasos são apropriados para quem pensa em criar uma horta vertical. Eles podem ser colocados na parede (olha que legal que ficam todos coloridos!) ou ainda fazer parte de estantes e escadas bacanas colocadas na varanda.

Uma ideia super criativa é pintar vasinhos simples com tinta lousa. Com o giz, escreva o nome de cada erva correspondente. Original, não?! Veja o passo a passo aqui.

follow-the-colours-mini-horta-vaso-01

follow-the-colours-vaso-mini-horta-03

follow-the-colours-vaso-mini-horta-02

5) CAIXAS

Caixas de vinhos descartadas ou os famosos pallets dão um suporte legal para mini canteiros. Eles podem ser colocados tanto na horizontal quanto no vertical, e por serem maiores, nos permitem plantar verduras e legumes como alface, rúcula, etc.

follow-the-colours-mini-horta-caixas-01

follow-the-colours-caixa-mini-horta-03

follow-the-colours-mini-horta-caixas-03

Para montar um cantinho verde, temos que ter alguns cuidados:

É necessário um local ensolarado e, claro, disposição. “É preciso regar, adubar, controlar pragas. É como ter um bichinho de estimação. Dá trabalho, mas vale a pena”, afirma o agrônomo Laurent Serrigny, dono da Horta em Casa.

O ideal é um local que receba cerca de 3 a 4 horas de sol por dia. É preciso também verificar o manejo correto de cada planta e fazer combinações que funcionam, pois há espécies que precisam de mais sol e outras de mais sombra.

Uma outra dica é usar palitos de picolé ou plaquinhas com o nome das plantinhas para facilitar a identificação!

follow-the-colours-mini-horta-vaso

Animou? Se você está pensando em montar uma mini horta, leia esse texto da Vida Simples: “Quando comecei a minha horta urbana“. Um jornalista mergulha no universo da agricultura nas cidades e descobre a importância do contato com a terra.

Conta sua experiência, seus aprendizados e diz que é preciso paciência. No fim, é como diz Thereza Peric no livro Se o Jardim Voasse Não Seria Jardim, Seria Avião: “basta uma só flor… e já é jardim”. Basta um manjericão, e já é horta.

Imagens: Via/ Via/ Via/Via/Via.

Carol T. Moré é editora do Follow the Colours. Cores, internet, design, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Comentários