Imagem: Apartamento de Karen Fuke e Erick Bonilha para Histórias de Casa.

Você adora garimpar objetos em feirinhas, fica de olho naquelas antiguidades guardadas pela família, mas ao mesmo tempo é fã do estilo moderno. Em teoria, o vintage e o moderno são um tanto quanto contraditórios, certo? Engana-se quem pensa que misturá-los não dá certo. Combinar o passado com o futuro é uma das grandes tendências para decorar a sua casa ou escritório.

A decoração vintage moderna nos permite criar ambientes leves e práticos. Mesclar tudo também pode ser uma ótima ideia para quem gosta de usar objetos novos com objetos herdados ou até encontrados em antiquários (ou aqueles com estética retrô). Se você curte esta proposta, este post está recheado de dicas para você se guiar na hora de compor esse tipo de decoração. Confira!

Imagem: Apartamento de Ricardo Athayde Lopes e Ana Maria Bru de Figueiredo para Histórias de Casa

SAIBA 1º DIFERENCIAR O QUE É VINTAGE E O QUE É RETRÔ

Antes de mais nada, é importante saber a diferença entre vintage e retrô.

Vintage é tudo aquilo que de fato veio do passado (exemplo: peças originais da sua família passadas de geração à geração ou móveis encontrados em antiquários). Geralmente, peças vintage são de alto valor por serem originais da época (objetos, móveis e mobiliários como porcelanas, cristais, luminárias, eletrodomésticos dos anos 40,50, etc).

Já o retrô traz de volta essas referências, mas de um jeito atual (exemplo: eletrodomésticos novos com características e cores das décadas passadas). Retrô significa “para trás”, resumindo, é uma releitura do passado, uma retrospectiva daquilo que já foi visto. É um produto ou peça lançada atualmente com aparência antiga.

Imagem: Apartamento de Carrô Schamall para Casa Vogue

O SEGREDO É MESCLAR OS ESTILOS COM BOM SENSO

Qualquer ambiente da casa pode ser decorado com a tendência vintage moderna. O segredo é saber dosar. Mesclar, por exemplo, objetos e mobiliários modernos com acessórios que remetem ao que é antigo, ou vice versa.

Algumas tendências do passado estão com tudo novamente, caso do veludo, os ladrilhos hidráulicos. Se você não quer deixar a decoração datada, o segredo é misturar as épocas. Você pode usar peças que já possui em casa herdadas da família ou adquirir em antiquários e lojas os objetos antigos.

Imagem: Apartamento Carol Gay e Marcos Cimardi para Histórias de Casa

No quarto, um elemento que pode chamar atenção na decoração vintage/retrô ao ser misturada com o moderno é o papel de parede, que esteve em alta entre as décadas de 50, 60 e 70 (vale abusar das estampas características da época como essa). Além do papel de parede, neste apê o banquinho de couro e madeira traz o antigo para o ambiente, contrasta com a mesinha e luminária em verde neon e as estampas coloridíssimas das almofadas.

Imagem: Uma geladeira azul para chamar de sua, é da Smeg. 

Na cozinha, os eletrodomésticos retrô como as geladeiras coloridas da Smeg, as batedeiras Kitchen Aid, cafeteiras, entre outros, trazem um charme extra à decoração. Nesta casa, as plantas quebram um pouco os tons de azul e o tapete traz um colorido extra ao ambiente.

Na sala, o sofá pode até ser mais moderninho, mas um belo lustre antigo ou um buffet aparador saído da casa da vovó transformam o ambiente em algo especial.

Imagem: O aparador antigo se destaca ao ganhar objetos modernos e ao contrastar com a parede cinza. Apartamento Vivi Visentin do Decorviva

ABUSE DAS MEMÓRIAS E OBJETOS DE FAMÍLIA OU GARIMPE ANTIGUIDADES

Se a família se desapegou de tudo e os objetos antigos estão difíceis de encontrar, procure antiquários onde você mora, feirinhas de antiguidade ou lojas online. Estes lugares são ótimos espaços para ‘garimpar’ objetos bem interessantes. Outra ideia é customizar e deixar com aparência de antigo os móveis que você já tem em casa.

Caso você decida fazer o contrário, reformar seu móvel antigo, que tal dar uma nova cor a ele? Hoje, os móveis antigos coloridos estão em alta e você poderá usá-los como ponto de destaque em qualquer ambiente. A parede também pode ganhar novas cores. Veja mais sobre tipos de tinta, preparação, dicas e ideias de alguns efeitos.

Vale abusar dos souvenirs e também de objetos vintage como lockers (armários tipo aqueles de escola) no quarto; almofadas, quadros e mesas rústicas para a sala; e no banheiro, apostar em banheiras antigas com design que contrastam com armários mais funcionais, modernos e retos.

Algo fácil e legal para decorar usando essa tendência é utilizar imagens de pôsteres como os de filmes ou propagandas da década de 60. Por aqui, já disponibilizamos vários arquivos vintage para você baixar de graça! Quadros e porta-retratos também ajudam a compor a decoração!

Olha como os pôsteres vintage dão outra cara para a parede de tijolinhos! Imagem: Apartamento de CB Owens para Apartment Therapy

RESGATE O ANTIGO CUSTOMIZANDO

Itens como telefones, geladeiras, camas, poltronas, assim como abajures podem ser reutilizados na sua casa. As opções de uso são inúmeras e nada impede que você modifique esses usos de tempos e tempos, alterando a sua decoração com frequência.

Sabe aquela máquina de costura da sua vó? Que tal reformar o móvel para apoiar suas plantas? Uma maneira muito simples de deixar o antigo também com uma pegada mais moderna é modificar a sua função. Por exemplo, você poderá usar uma cristaleira para guardar livros no seu home office, ou então uma cômoda alta e outra pequena como mesa de canto da sala.

Na decoração, há infinitos jeitos de utilizar resgatar o antigo: seja utilizando uma vitrola, o bule da tia para plantar cactos, ou até os telefones de disco, mas transformado com novas cores, revestimentos e compondo com peças contemporâneas.

Locker usado na sala como estante. Ele ganhou livros e outros objetos de decoração que mesclam os dois estilos. Imagem: A Woman’s Haven

O IMPORTANTE NA DECORAÇÃO VINTAGE MODERNA É CRIAR CONTRASTES HARMÔNICOS

Lembre-se de usar os itens de decoração para conseguir trazer para a sua casa uma pegada mais vintage e descolada. Se você tem poucos móveis antigos em destaque no seu cômodo, use mão de objetos como malas retrô (que podem servir de mesa de centro, banqueta ou criado mudo, por exemplo), espelhos com molduras envelhecidas, pôsteres e quadros de artistas de várias épocas, porcelanas para a cozinha e, claro, telefones, relógios, televisores e rádios antigos!

Máquina de costura antiga foi transformada em apoio para as plantinhas. Imagem: Inspirations Deco

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários