Com chapas de metal típicas e paredes pintadas de colorido, o Caminito hoje é um museu a céu aberto e o ponto turístico mais visitado em Buenos Aires. 

Doce de leite, alfajores, as melhores carnes do mundo, medialunas, cerveja Quilmes, empanadas. Opa! Apesar de todas as delícias, Buenos Aires vai muito além da gastronomia. A capital argentina possui vários passeios culturais, parques, museus e outras atrações turísticas que valem muito a pena a visita.

Um desses locais que precisam ser conhecidos quando você estiver na cidade, e considerado um dos cantos mais coloridos do mundo, chama-se Caminito.

Caminito é a rua mais famosa de Buenos Aires e também a mais alegre e visitada pelos turistas. Localizado na periferia, no bairro de La Boca, bem pertinho do La Bombonera, estádio do Club Atlético Boca Juniors (400 metros), você encontrará ali lojinhas, restaurantes, cafeterias, artesanato, e muitas, muitas cores, perfeito para fotografias memoráveis.

O local é um belíssimo convite para um passeio a pé pelas vielas que guardam muita história.

Conventillos (Casas típicas)

As casas típicas na área do Caminito são conhecidas como “Conventillos”. As moradias eram típicas dos imigrantes genovenses no final do século XIX. As casas eram pintadas em várias cores porque os imigrantes usavam a tinta que sobrava das oficinas do porto.

Porém, as condições de vida nos “Conventillos” eram muito pobres, além do espaço ser considerado um reduto de bêbados e promíscuos, como julgava a sociedade da época.

Hoje, a maioria dos “Conventillos” foram transformado em lojas de souvenirs e artesanatos. Lá, você encontrará bastante presentes interessantes como produtos em couro, lenços, roupas, placas com design vernacular típico, pinturas naif, ímãs de geladeira, pedras, além de claro, doces de leite, alfajores e delícias argentina.

Em cada viela, uma surpresa: observar as cores com calma é um dos passatempos preferidos neste ponto turístico! 

Na “Feira de Artistas Plásticos de Caminito” você vai poder ver artistas contemporâneos que expõem e vendem seus trabalhos inspirados pelo cotidiano e arredores, e pode até assistir a um show de rua de tango.

Normalmente, aos finais de semana, o local é sempre cheio de turistas do mundo todo. Porém, a feira funciona diariamente das 11h às 18h (inverno) e das 11h às 20h (verão).

A área onde hoje está Caminito foi transformada em atração turística apenas em 1959. Ao longo do curso da rua se encontram expostas obras artísticas de grande importância.

As casas são montadas sobre pilares ou cimentos altos devido às frequentes inundações que aconteciam na época, com chapas de metal típicas e as paredes pintadas como um cortiço colorido.

Por ali você também encontra várias intervenções artísticas com lambes e stickers. 

O Caminito é um museu a céu aberto

A área onde hoje está Caminito foi transformada em atração turística apenas em 1959. Em 1898 passava ali a linha do trem. Em 1928, a ferrovia fechou e o terreno foi abandonado. Em 1950, foi graças à iniciativa de vizinhos e um grupo de moradores, entre os quais estava o famoso pintor Quinquela, foi decidido restaurar o beco.

O pintor Quinquela batizou a rua como “El Caminito” ao se inspirar na letra do popular tango de Peñalosa e Filiberto. As vielas coloridas ganharam então obras doadas por diferentes artistas e assim nascia o conceito de museu que conhecemos hoje.

O Caminito ajuda a contar a história de Buenos Aires e dos imigrantes que trabalharam na construção da cidade.

É bem gostoso passar umas horas caminhando por ali apreciando o colorido, tirar muitas fotos e ver as artes expostas nas ruas. Depois, não se esqueça de sentar em algum cafezinho para descansar e comer algumas delícias típicas!


Importante: A área é segura, porém, o bairro de La Boca pode ser perigoso quando começa a escurecer (roubo). É recomendável não levar objetos de valor e andar apenas pelas ruas ‘turísticas’ do Caminito, não adentrar o bairro. Não é bom visitar a noite se não houver policiamento!

Como chegar: táxi ou ônibus (você pode usar uma dessas linhas de ônibus: 29, 33, 64 ou 152).

Aproveite também para conhecer os inúmeros painéis de street art que existem nos arredores do bairro de La Boca. O ideal é fazer um tour guiado com um morador local. São muitos artistas bacanas!

Curtiu? Vai pra Buenos Aires e não sabe o que fazer na cidade?

Visite Puerto Madero e se acabe nos restaurantes deliciosos, conheça a El Ateneu – um antigo teatro que foi transformado em livraria e é considerada uma das mais bonitas do mundo, se perca pelas ruas descoladas de Palermo (coma medialunas no café Oui Oui), visite a Feira de San Telmo, veja as exposições de arte no Malba (Museu de Arte Latino-americana), tome um café no Tortoni, um sorvete no Freddo e muito mais!

O site oficial de turismo da cidade é ótimo para maiores inspirações e informações.

Carol viajou a convite da Ford Brasil para conhecer o Novo EcoSport no Salão do Automóvel de Buenos Aires e amou. O carro passou por uma grandiosa transformação e traz mais conforto, elegância, design e muita tecnologia! 

*O FTC tem total controle editorial e opinião própria sobre o conteúdo publicado.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários