Essas plantas estampadas estão entre as mais exóticas e bonitas que existem e ainda assim exigem pouca atenção

Plantas são seres incríveis. Muito além de meros objetos de decoração, já há estudos que comprovam que as plantas são tão sensíveis quanto os seres humanos, que são capazes de “conversar” umas com as outras e que podem morrer ou se fortalecer de acordo com as palavras e cuidados que recebem.

Ter plantas em casa também traz benefícios já comprovados. Dependendo do tipo usado, elas podem purificar o ambiente e refrescá-lo. As suculentas se tornaram famosas pois não necessitam de muita água e geralmente duram muito tempo. Assim, cuidar de uma plantinha se tornou hobby de muita gente e uma atividade que traz calma.

Pensando nisso, separamos alguns tipos de plantas estampadas que têm chamado atenção por sua beleza e podem ser ótimas para dar uma vida para algum canto da casa. Muitas delas, apesar de exóticas, são nativas do Brasil e fáceis de encontrar.

1 – MARANTAS

Imagem: @carolmore

As marantas já são figurinha batida em feeds de Instagram ou Pinterest. É conhecida como planta rezadeira, já que suas folhas tendem a subir durante a noite, ficando eretas. (Falamos sobre essas bonitas aqui, dando dicas e ideias de como decorar com a espécie.)

Essa família possui mais de 500 variações e só no Brasil é possível encontrar 150. A mais famosa delas talvez seja a Maranta-variegada, com folhas verdes pinceladas de rosa e com a parte inferior avermelhada.

Imagem: The Sill 

A Maranta é perfeita para ambientes internos, uma vez que não pode receber sol diretamente, gostando de pouca luz e frescor. A rega deve ser alternada, para manter o solo úmido. Mas cuidado para não exagerar na dose.

2 – ALOCASIA

Imagem: Amy Dyrholm

Essa planta faz parte da família das aráceas, com setenta espécies encontradas em regiões tropicais do Brasil e também no sudeste asiático. O que chama mais atenção nesse tipo é sua folha pontuda que lembra uma seta e suas nervuras brancas bem definidas, sendo popularmente chamada de “orelha de elefante”.

Imagem: @carolmore

Também é uma ótima opção para ambientes internos, já que não necessita de luz direta. A dica é plantá-la em vasos grandes que fiquem no chão, perto de janelas, onde possam receber luz indireta e frescor. Os vasos grandes também vão permitir que a planta cresça e encha a casa de vida.

3- BEGÔNIA MACULATA

Imagem: Pinterest

As begônias são flores muito tradicionais e amplamente conhecidas no Brasil, mas talvez você ainda não conheça essa espécie. A Begonia maculata nem parece de verdade, uma vez que sua folhagem é estampada com bolinhas brancas!

Para completar essa beleza, sua parte inferior também é avermelhada, assim como a Maranta-variegada. Dizem que o estilista Christian Louboutin teria se inspirado nesse tom da begônia para criar o seu icônico sapato com solado vermelho.

Imagem: The Hibiscus Room

Essa planta demanda meia-sombra e não tolera excessos de água, por isso, cuidado na hora da rega e evite molhar diretamente as folhas. Se bem cuidadas, você pode até ver algumas flores florescerem na primavera.

4 – AGLAONEMA

Imagem: Duchateau

Aglaonema é uma planta que se dá muito com bem ambientes internos e este gênero possui cerca de 50 espécies. Os principais cuidados são garantir uma boa ventilação para a planta e tomar cuidado com ambientes muito secos. Ela não é uma planta que suporta ar-condicionado.

Imagem: Ben White Florist

Essa também é uma espécie capaz de florescer, mas o que chama mesmo atenção são suas exuberantes folhas rosas que garantem alegria para qualquer ambiente. O mais legal é pensar que todos esses tons vibrantes de folhagem são completamente naturais.

5. LUDÍSIA

Imagem: Pistils Nursery

A Ludísia é um gênero botânico que pertence à família das orquídeas. A espécie Ludisia Discolor possui folhas aveludadas na parte superior, de coloração esverdeada escura. Suas veias, que estampam as folhas com listras, são avermelhadas e a parte inferior é lisa e cor de vinho.

Seu nome discolor vem do latim e foi assim batizada pelo fato de que suas folhas possuem cores diferentes dos dois lados.

Assim como as outras plantas, não suporta luz direta, sendo a meia-sombra a melhor opção para cultivá-la. A rega deve ser feita duas vezes na semana, aumentando a frequência caso o clima esteja muito seco.

Com essas dicas agora fica fácil cuidar dessas plantas estampadas! Falta de tempo não vai ser mais desculpa que te impeça de trazer mais verde e cores para dentro da sua casa!

Para mais inspirações, confira nosso board exclusivo no Pinterest!

 

Via/ Via.

Mariana é jornalista e comunicadora. Adora descobrir novos lugares, explorar a cidade a pé e andar sem pressa. Se interessa por viagem, cultura e tudo o que é novidade. Escreve um blog sobre meio ambiente, sustentabilidade e consumo consciente. Também se dedica a cozinhar, como forma de prazer e arrisca novas receitas no tempo livre.

Mariana – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários