Além da floresta interna o local também chama atenção quando visto de cima, no meio de construções cinza. Conheça a ideia do Second Home Hollywood

A arquitetura tem o poder de transformar espaços inutilizados da cidade em construções inovadoras. E quando o projeto é pensado para uso coletivo, fica melhor ainda. Foi o que aconteceu no terreno de um antigo estacionamento em Los Angeles, Califórnia, que foi transformado em um co-working.

O grande diferencial desse lugar, entretanto, está ao seu redor. O Second Home Hollywood não é só mais um espaço coletivo de trabalho, mas abriga também a mais densa floresta urbana da cidade. Quem assina o projeto é o estúdio SelgasCano, de Madri, conhecido por suas construções modernas e cheias de estilo.

A Second Home é uma empresa de coworking famosa em Londres e inaugura agora esse novo espaço em Los Angeles, apostando em um ambiente muito iluminado e cheio de árvores e plantas, aproximando-se de uma atmosfera similar à natureza. O co-working conta também com salas de conferência para quatro até duzentas pessoas.

DÊ UMA VOLTA PELO SECOND HOME HOLLYWOOD

Uma iniciativa legal é que instituições de caridade e ONGs têm acesso livre às salas para que possam realizar eventos ou reuniões para novos projetos. Todos os eventos culturais que ocorrem no Second Home Hollywood também são abertos ao público em geral, como uma forma de aproximar a comunidade do espaço que conta também com um auditório, cafeteria e uma loja da livraria Libreria.

A construção da unidade de Los Angeles foi inspirada nas residências dos anos 20 que tomaram conta da cidade e que eram uma espécie de bangalô. Quando visto de cima, o projeto se destaca pela forma oval dos 60 estúdios que compõem o espaço total do Second Home Hollywood, além da chamativa cor amarela do telhado, que é todo interconectado. 

Localizado em Sunset Boulevard, East Hollywood, o co-working se mistura muito bem à atmosfera do bairro e o seu imenso jardim ao redor do campus também se adapta muito bem ao clima da Califórnia. Estima-se que mais de 10,000 plantas compõem a diversidade de verde que toma conta do lugar. Segundo a SelgasCano, o objetivo do projeto era focar no exterior – ao invés de trazer o jardim para dentro do escritório, levar o escritório para o jardim.  

Via/via/via. Imagens © iwan baan, cortesia: selgascano

Second Home Lisboa: Coworking recebe mais de mil vasos de plantas para inspirar e melhorar o trabalho das pessoas 

Mariana é jornalista e comunicadora. Adora descobrir novos lugares, explorar a cidade a pé e andar sem pressa. Se interessa por viagem, cultura e tudo o que é novidade.

Mariana – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários