Como a terapia do som afinou cada célula do meu corpo em uma sessão de duas horas de magia com embasamento científico

São três da manhã e estou “fritando” na cama tentando pregar os olhos há horas e nada. O corpo está exausto e a mente eu já nem sei por onde anda. Meditação, doses cavalares de chá de camomila e óleo essencial de lavanda no travesseiro, pulso e tapete para derrubar um leão. Enumere! Eu tentei. 

Verdade seja dita, no último ano passei por uma mudança de país; em meio ao caos pandêmico, meu pai operou o coração; reformei um apartamento antigo de família, cheio de memórias que eu não gostaria de visitar mais; e passei por um relacionamento conturbado. Tudo isso enquanto tentava entender minha rotina no Brasil após cinco anos fora. Sim, aparentemente estou – assim como grande parte do mundo nessa fase sombria – passando por uma crise de ansiedade, ou um burnout. 

Nessas horas eu sempre penso em alguma medicina alternativa que possa me salvar antes de apelar para o Rivotril. E foi aí que uma amiga ligada nessas coisas me contou sobre uma terapia sonora capaz de literalmente afinar meu corpo, o Sound Healing. 

Curiosamente, percebi que mesmo sendo uma pessoa extremamente musical – aqui tem trilha sonora para tudo – nem música eu escutava mais. Minha casa anda quieta, moribunda. É, algo realmente está errado. Não pensei duas vezes e nem pedi a ela maiores informações, apenas o contato do terapeuta. Ah, sim: “Vai mudar a sua vida”, ela foi enfática. 

Quando entrei em contato com o Felipe Sucupira logo pensei que certamente valeria a pena compartilhar e marquei também uma entrevista pós sessão. Normalmente eu devoraria conteúdo sobre o tema e chegaria cheia de perguntas, mas confesso que não estudei muito a respeito pois queria estar com a mente limpa de qualquer sugestão que o google pudesse me dar e ser surpreendida por algo mágico. 

A minha primeira sensação ao chegar no Espaço Eleva foi a de acolhimento e conexão. Fiquei à vontade para explorar, preparar um chá, me sentar no jardim e ir aos poucos desligando da vida lá fora. Fiquei com a impressão de que ali flui uma energia diferente e logo a ansiedade que estava sentindo simplesmente sumiu e aos poucos fui me aterrando ao momento. 

O Felipe me chamou e subimos para uma sala aromatizada e cheia de tigelas de cristal organizadas perto de uma maca. Me aconcheguei em uma poltrona, coloquei os pés em uma bacia de pedras energizadas e inalei um blend de essências na palma das mãos, enquanto ele já fluía um papo que, tenho impressão, tinha muita ciência e conhecimento, mas também intuição. Não é possível o cara ser tão certeiro em relação aos meus perrengues. 

A este ponto eu já estava bem confortável. Fiz muitos anos de terapia e não tenho muita trava para falar do que me incomoda. Foi aí que vi a ciência acontecer. Coloquei meus dedos um a um em uma máquina desenvolvida na Rússia chamada Bio Well, uma ferramenta revolucionária feita especialmente para avaliação do estado funcional ou energético de uma pessoa. Resumindo, ela revela como está o seu nível de stress, harmonia dos chacras e estado de saúde que reflete o estado fisiológico, mental, emocional e energético. 

A partir desse resultado, vieram diversas respostas para as crises de ansiedade, entre outras questões pessoais, que eu ali estava para resolver e, com essas informações, o Felipe iniciaria o tratamento em si. 

Agora na maca, fui convidada a fechar os olhos e relaxar ao som de cura que ele iria produzir com um set de oito tigelas de quartzo transparentes, cada uma afinada com a nota musical dos chakras; e uma nota específica que ressoa a tonalidade do mantra om; além de sete taças de cristal, que ressoam na quarta e quinta oitava musical, afinadas em escalas musicais super harmônicas para a aplicação do reike, que é potencializado pela energia do quartzo. 

O som produzido neste momento da sessão é uma massagem sonora nos átomos, moléculas de água, no sistema ósseo, órgãos, fluidos e sistema nervoso central, diretamente ligado ao nosso cérebro, com o poder de alterar as configurações das ondas cerebrais para estados de maior relaxamento. É literalmente receber uma enxurrada de hormônios positivos no corpo como a serotonina e a endorfina, que é um painkiller natural e trata muito bem as dores. A ocitocina e o óxido nítrico, que combatem aqueles outros hormônios estressores como o cortisol e adrenalina; e promovem um relaxamento profundo. 

Entendi ali que a Terapia do Som é realmente um trabalho de sincronização, é uma afinação dos nossos corpos (mental, corporal e físico) capaz de penetrar em todos os níveis. E a mágica é que quando você mexe na sua frequência cardíaca o estado emocional presente é de paz, calma, tranquilidade. 

Durante quase duas horas senti o meu corpo inteiro vibrar e até órgãos específicos como meu útero passavam por esse processo de afinação. É como um músico afinando seu violino, ele tem que esticar a corda, mudar fisicamente a natureza dela, para depois chegar neste lugar de harmonia. 

No final da sessão o Felipe me mostrou um gráfico que ilustrava meus batimentos durante o tratamento e pude ver que estive a maior parte do tempo em relaxamento e, durante três minutos, em transe. Foi mesmo uma experiência transcendental e agora tento sustentar, aqui fora, a coerência cardíaca alcançada lá. É tudo sobre aprender a respirar, a não reagir e escolher como você quer agir. É tornar-se espectador e da plateia poder escolher tomar uma decisão melhor sobre a sua vida. Trazer presença e consciência. Acessar a qualidade interna do silêncio e ali achar a cura. 

Saí de lá embasbacada com tudo que senti e principalmente com a genialidade e categoria com que o Felipe fala sobre o assunto. Ele é pauta para muitas pautas, mas o mais importante que ficou, foram os insights de como manter essa afinação aqui fora. O segredo de manter a harmonia é estar na presença, é desenvolver as tarefas do seu dia a dia com o máximo de plenitude, meditar, fazer atividades físicas. Tomar sol, beber água, ter uma rotina de sono adequada, não ficar exposta ao celular na cama. Tudo isso ajuda a manter o tônus vibratório saudável.

Se a ansiedade acabou? Não. Mas uma consciência foi criada ali e o corpo reage na medida que damos os comandos certos com dedicação e entusiasmo. 

Obrigada pela leitura. Obrigada, Felipe. Vou dormir. 

ESPAÇO ELEVA SOUNDHEALING

No site do Espaço Eleva Soundhealing você fica sabendo com todos os detalhes sobre a terapia, como funciona, embasamentos e benefícios, além de conhecer um pouco mais como Felipe trabalha. Para agendar uma sessão em São Paulo ligue (11) 99677 8728.

Cal Ferrari – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários