Se muitas lojas físicas fecharam com a chegada do e-commerce, muitas ainda fecharão com o aumento do a-commerce, um conceito que define o comércio automatizado. No entanto isso não é o fim dos shoppings e sim uma revolução no varejo. Visto que hoje já sabemos que existem algoritmos, inteligência artificial e integração entre sistemas, imagine tudo aplicado no dia-a-dia do shopping. Falar de lojas inteligentes é sonhar baixo para o que virá nos próximos anos. Experimentar roupas virtualmente, entrega em casa por drone, robôs que preparam comidas 5 estrelas, pagamentos integrados por pulseiras e celulares… Além disso os shopping (que literalmente significa ‘comprando’) serão mais como um local de encontro. Atividades de lazer, cultura e saúde andarão lado a lado com esses espaços multifuncionais.

SHOPPINGS DO FUTURO

Fontvieille

Projeto do Fontvieille na França, previsto para 2027 e com orçamento de 300 milhões de euros

ARQUITETURA + NATUREZA

A Biofilia será cada vez mais presente nessa integração entre tecnologia, arquitetura e serviços. Antigamente os shoppings eram feitos como um refúgio das ruas. Lugares tranquilos, seguros e que isolavam os barulhos do exterior. Além disso, os ambientes fechados omitiam a passagem do tempo e o consumo era incentivado. Isso também acontece nos cassinos, feito para que as pessoas passem o máximo de tempo e gastem o máximo de dinheiro, mas isso não é mais a realidade.

 

changi airport

Changi Airport, Singapura: Aeroporto conta com cachoeira imponente e muitas atrações para os visitantes

Os shopping estão mais abertos ao exterior, conectando-se com a paisagem. Gerações mais novas como Z e Millenials também tem uma maior preocupação com a qualidade de vida e com o futuro ecológico do planeta. Sendo assim, pode-se esperar materiais cada vez mais sustentáveis e o menor impacto construtivo no ambiente, com a melhor experiência sensorial possível. Além de claro, embalagens sustentáveis e baixa pegada de carbono. Por exemplo, o Aeroporto de Changi em Singapura além de ter uma enorme cachoeira central e muita vegetação, conta com todo tipo de serviço para as pessoas que passam pelo aeroporto. Essa é a mesma tendência dos shoppings, que podem até ter piscinas como atrativo ou elevadores panorâmicos dentro de um aquário.

shopping chinashopping china shopping china shopping china

Projeto em Henan, China do escritório AmphibianArc com enorme painel de LED para projeções na fachada, elevador panorâmico dentro de aquário e canal de barcos no Hanhai Dongfenf Town

EXPERIÊNCIA DO CLIENTE

O ponto mais importante e impactante de toda experiência é o atendimento. Se na jornada do cliente, de quando ele pensa em ir até um shopping até o momento em que ele vai embora existe um ponto negativo, toda a experiência pode ser abalada. É por isso que atendentes dos shopping do futuro muito provavelmente terão gadgets que permitem falar em +40 idiomas simultaneamente, treinamento impecável, medidores de performance e até conhecimento prévio do que o cliente gosta e costuma comprar quando entra na loja.

Provadores virtuais e conexão com amigos são sim uma parte importante das novas lojas. Mas o que de fato faz muitas pessoas irem até o shopping do que comprarem on-line é imergir no branding da loja e ter produtos personalizáveis (como customização de tênis a laser e fotos impressas em café). A cidade de Hong Honk, por exemplo, já tem shoppings gigantes e imponentes e falamos sobre eles aqui, viu?

 

shopping miami

Projeto do Shopping American Dream em Miami

No Brasil, segundo tendências, bons shoppings do futuro também serão bem localizados, não serão focados apenas em consumo, mas em oferecer prazer ao consumidor, com lojas, entretenimento, lazer, cultura, serviços, conveniência, gastronomia e integração com a natureza.

Já quando imaginamos nas cidades, o que poderia vir? Confira no vídeo abaixo uma animação de uma suposição do mundo em 2050:

Portanto, pensar em shoppings do futuro é pensar na junção do melhor da arquitetura, entretenimento, serviços, sustentabilidade, tecnologia e experiências. O que você gostaria de ver em um shopping daqui 20 anos? Marque-nos nas redes sociais @ftcmag #ftcmag e acompanhe o conteúdo!

Tereza Teixera é estudante de Arquitetura e Urbanismo com muito prazer e está sempre procurando aprender mais sobre um pouco de tudo, principalmente sobre cenografia, criatividade, inovação, filosofia, negócios e novas formas de viver. Regida sob novos desafios e convivência constante com a arte.

Tereza Teixeira – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários