Now Reading
Riviera Francesa: Que tal passar o dia em Villefranche-sur-Mer?

Riviera Francesa: Que tal passar o dia em Villefranche-sur-Mer?

villefranche-sur-mer

É impossível não se encantar por esta cidadezinha a 20 minutos de Nice. Dê uma volta pela colorida Villefranche-sur-Mer

A cidade de Nice é uma das principais da Côte D’Azur e uma das mais completas para se visitar no sul da França. Também é um ótimo lugar para se hospedar e usar como base se você ama uma road trip e adora conhecer toda a região, ainda mais se estivermos falando da Riviera Francesa. Por ali, há diversos destinos – grandes e pequenos – para conhecer e, com carro ou sem carro, Villefranche-sur-Mer deve ser, com certeza, um deles. 

Como resolvemos nos aventurar pela opção de #2, pé na estrada! Tomamos um ônibus, o que levou por volta de 20 minutos para chegar até Villefranche-sur-Mer e nos deixar no ponto principal. De lá, descemos a pé (a vista é linda) para conhecer tanto o centro histórico quanto a Citadelle, um antigo forte militar transformado em espaço cultural.

Villefranche-sur-Mer está localizada entre Nice e o Principado de Mônaco, e é famosa pelos seus portos
A cidade foi erguida em uma encosta, construída em estilo barroco italiano em 1.750

Villefranche-sur-Mer

À beira do mar Mediterrâneo, prédios coloridos de frente para o mar, escadinhas estreitas e um centro histórico do século 14 trazem todo um charme para a cidade. A marina é uma das mais conhecidas da França, especialmente porque muitos cruzeiros aportam nela. O ideal é reservar um tempo para caminhar pela orla e aproveitar o cenário, com prédios históricos, colinas e porto, que parece ter saído de um conto de fadas.

A simpática cidade é cheia de restaurantes, cafés e comércio em geral na orla

Ali também é um ótimo ponto para começar a explorar as ruazinhas do centro histórico, encontrar deliciosos restaurantes e até barquinhos charmosos ancorados.

Villefranche-sur-mer tem algumas praias arenosas, não como os seixos cinzas de Nice. A Plage des Marienieres é a favorita

Um dos primeiros edifícios que você vai ver é o do Welcome Hotel, inaugurado no século XVIII. Como se pode imaginar, diversos hóspedes ilustres passaram por ali, como Jean Cocteau. O poeta, romancista, cineasta, designer, dramaturgo e ator francês chegou a viver no hotel (um dos quartos é dedicado a ele) e é uma pessoa importante para a cidade.

Cocteau também deixou sua marca na Chapelle de Saint-Pierre des Pêcheurs (Chapelle de Cocteau), uma capela de pescadores amplamente decorada pelo artista. Não é permitido tirar fotos no interior, o que torna a experiência ainda mais especial.

Entre as construções está a Capela de São Pedro, datada do século XVI, que foi restaurada e possui murais de Jean Cocteau

Subindo pelas ruas e escadarias de Villefranche, procure pela Rue Obscure, uma rua de 1260 localizada ao longo da primeira muralha da cidade. Fazendo jus ao seu nome, a passagem é coberta e escura e foi listada como Monumento Histórico. 

Escondida na cidade velha desde 1260, a Rue Obscure tem 430 pés de comprimento, lembra um túnel e é realmente obscura. Hoje é iluminada artificialmente, mas é muito autêntica, interessante de ver!

Ainda mais em cima fica a Église Saint-Michel e sua praça cheia de árvores. Nesta parte – o centro antigo – parece que a vila ficou parada nos tempos medievais. É um bom lugar para se perder observando o que ainda permanece do século 14.

Definitivamente, essa linda cidade deveria estar na sua lista de desejos!

Citadelle Saint-Elme

Mas não podemos deixar de falar também de uma das maiores atrações de Villefranche que é a Citadelle Saint-Elme, um forte histórico do século XVI que foi usado pelo exército para proteger a cidade de Nice contra possíveis invasores e hoje abriga escritórios do governo e quatro museus – todos gratuitos.

Em todas as paredes de pedras há esculturas para descobrir e um belo jardim com vista para o mar!
Em Villefranche também é onde fica a segunda casa mais cara do mundo, a Villa Léopolda, que já foi moradia do rei Leopoldo II da Bélgica. Atualmente pertence a brasileira Lily Safra. Seu valor é de 500 milhões de dólares!

O principal deles é o Museé Volti, com as esculturas incríveis do italiano Antoniucci Volti. A mistura da arte com a arquitetura da Citadelle é bem especial, e também oferece ali uma ótima vista panorâmica da cidade.

Outro museu de destaque é o Goetz-Boumeester, com a coleção e obras do casal Henri Bernard Goetz, pintor e gravador surrealista francês-americano, e Christine Boumeester, pintora abstrata e surrealista holandês-francesa.

Os dois restantes tratam da época em que o forte foi usado pelo exército, especialmente entre 1876 e 1939; e de uma coleção de arte criada pelas mulheres e homens da Idade Média e Renascença.

No quesito comida, recomendamos não sair da cidade antes de experimentar os profiteroles do Le Cosmo, um ótimo lugar para comer admirando a vista.

A viagem já vale a pena apenas pelas incríveis vistas panorâmicas! 

ONDE NOS HOSPEDAMOS EM NICE: AROME HOTEL

A apenas 3 minutos a pé da Promenade des Anglais, o Arome Hotel fica localizado em um prédio que data do início dos anos 1900. O hotel foi inaugurado em abril de 2018 após cinco meses de reforma, comandada pelos proprietários e parceiros Fabio Gasparri e Fabrice Fourré, que falam francês, italiano, português, inglês e alemão.

São oito opções de quarto e o atendimento personalizado de Fabio e Fabrice faz toda a diferença. Ar condicionado, cofre, janelas com vidros duplos, secador de cabelo, frigobar, cafeteira, chaleira, TV e Wi-Fi estão disponíveis em todas as acomodações e em respeito ao meio ambiente, todos os produtos do banheiro são orgânicos. Apesar de não servir café da manhã por conta do espaço, o hotel oferece café e chá à vontade. Nós adoramos a nossa estadia no Arome Hotel e com certeza, se voltarmos para Nice, nos hospedaremos lá no futuro!

*O FTC viajou com o apoio da Air France e do Escritório de Turismo de Nice/Côte d’Azur. Esse post é resultado de um projeto exclusivo, visando trazer aos nossos leitores uma abordagem única e com olhar diferenciado sobre um dos principais destinos turísticos do mundo. O FTC tem total controle editorial e opinião própria sobre o conteúdo publicado.

Scroll To Top